Domingo, 23 de Outubro de 2005

A SURPRESA



Pedras que tinha na mão
Prontinhas para atirar
Deixei-as cair ao chão
Sem forças prás apanhar.

Também podem ser divinas
Ditas pela boca humana
As palavras que são finas
Mais que a fina porcelana.

Fina areia que se escoa
Pelo crivo que a peneira
Ao coração se afeiçoa
A palavra verdadeira.

Cuidar que ganha perdendo
Que verdade mais exacta
Vencer vencida parecendo
Que atitude tão sensata!

Emudecido uma vez
Primeira na minha vida
Não por palavra atrevida
Mas pela surpresa que fez!
tags: , ,
publicado por Abel às 16:34
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 23 de Outubro de 2005 às 16:43
olá!
Palavras ditas por nós só quem as diz sabe o seu significado,ao recebe las qualquer pessoa pode tirar a interpertação que não tem nada a ver com o que foi dito por nós...
gostei!
beijinhos
fatimafatima
(http://eternosonho29.blogs.sapo.pt/arquivo/811501.html)
(mailto:safin766@hotmail.com)

Comentar post

.pesquisar

 

.links

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. LÍNGUA PORTUGUÊSA

. PORTO CAMPEÃO

. CABEÇA LEVANTADA

. AOS QUE VÊM LÁ DO LESTE

. AS HORAS

. PRIMAVERAS

. POEMAS DE RIMA CERTA

. UM LAMPIÃO

. A CHUVA

. O ENCURVADO

.arquivos

. Outubro 2015

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds