Terça-feira, 6 de Setembro de 2005

SÓ POR NÓS



Não fizeste a minha glória
Nem de ti queria tanto
Mas me cobriste a memória
Dum bem rendilhado manto.

A ternura genuína
Que essa tua voz me oferece
É um halo que me anima
E a memória não esquece.

Destruir o que nos una
Não nos serve a nós de nada
Mas a tristeza importuna
Torna a vida enregelada.

Se algum bem nós nos fizemos
Então devemos salvá-lo
Se dalgum mal nós sofremos
Então devemos matá-lo.

Usemos bem a cabeça
E pensemos só por nós
Que não possa a desavença
Levantar a sua voz...
tags: , ,
publicado por Abel às 21:28
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 6 de Setembro de 2005 às 22:42
clap clap clap
venus
http://venuslda.blogs.sapo.ptvenus
(http://venuslda.blogs.sapo.pt)
(mailto:)

Comentar post

.pesquisar

 

.links

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. LÍNGUA PORTUGUÊSA

. PORTO CAMPEÃO

. CABEÇA LEVANTADA

. AOS QUE VÊM LÁ DO LESTE

. AS HORAS

. PRIMAVERAS

. POEMAS DE RIMA CERTA

. UM LAMPIÃO

. A CHUVA

. O ENCURVADO

.arquivos

. Outubro 2015

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds