Sábado, 12 de Novembro de 2005

AS LEIS DA CRIAÇÃO

fotossintese.jpg

Um dia pensei em ti
Sem saber no que pensava
A pensar eu me perdi
Julgando que me encontrava.

Fora um mau pensamento
Num dia ainda pior
Hoje um grande sofrimento
Suporto cheio de dor.

Das voltas que o mundo dá
Ninguém pode supeitar
E o amor onde ele esta
Só sabe quem o encontrar.

Às vezes surge uma luz
Que parece tão acesa!
Mas não passa de incerteza
Que à tristeza nos conduz.

Provera a Deus que inda um dia
Muito antes de morrer
Possa sentir alegria
Do Outono a renascer.

Ou então não leva a nada
A porta que não for 'streita
E a palavra rejeitada
Terá sido a mais 'scorreita.

São as leis da criação
Todas elas bem regidas
Perecem de inanição
Muitas plantas mal nutridas.

Pra donde vem claridade
Se inclina sempre uma flor
Pla mesma necessidade
Assim também o amor.

Se o tempo não vem a tempo
Nem o tempo salvará
A vida dum sentimentos
Que co'o tempo morrerá.

publicado por Abel às 18:44
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Novembro de 2005

EVIDÊNCIAS

passeio.jpg

Ao gostar vinho do Porto
O Porto mais me convence:
O vinho de que mais gosto
É ao Porto que pertence...

Vi um filme lá no Porto,
'Streou-se em Sà da Bandeira,
Um filme de brincadeira
Que falava de desporto...

Ouvir o David Fonseca
Em repetidos trinados?
Só suportam essa seca
Ouvintes alienados...

O Cristo vivo entre a gente
Vai ensinando o cristão
A criar um ambiente
Que leve à cova o caixão...

Acabem com os passeios
Não adivinho, mas aposto:
Muitos automobilistas
Hão-de morrer de desgosto...
<

publicado por Abel às 15:39
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 27 de Agosto de 2005

GOSTO MUITO DO QUE FAÇO



Gosto muito do que faço
E direi que pra viver
De vida o meu pedaço
Valeu a pena nascer

 Respeito sempre os limites,
Vivo calmo cada dia:
Imitando os alambiques
Destilo a minha alegria.

Faço aquilo, dia a dia,
De que gosto, a toda a hora,
Daí vem esta alegria
De que estou falando agora.

É uma questão de gosto
Gostar mais disto ou daquilo,
Viverá mais bem disposto
Quem como eu viva tranquilo.

As de que eu hei-de gostar,
Com vontades renovadas,
São músicas a tocar
E outras que foram tocadas.

Do que gosto mais, direi,
De fazer na minha vida,
Acho que só saberei
Um pouco antes da partida…
publicado por Abel às 17:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 23 de Agosto de 2005

CONTAS NA SUISSA



Olhem lá o Isaltino
Que tem contas na Suissa
Por este seu desatino
Presta contas na justiça.

Já deixou de ser ministro
Quer voltar a ser autarca
Assim não se limpa a marca
Deste seu golpe sinistro.

Não presta pra governar
Não serve pra autarquia
O melhor é pôr-se a andar
E devolver a maquia.

Autarca já não vai ser
Teve que arrepiar caminho
Ninguém lhe pode valer
Nem mesmo esse tal sobrinho.
publicado por Abel às 21:27
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Agosto de 2005

PALAVRAS VÁRIAS



Distraiçoeiras palavras várias
Dispersam-nos os sentidos
E dizemos coisas contrárias
Porque andamos distraídos.

Ama-se alguém não pelas suas qualidades,
Mas sim na sua diferença absoluta.
Amar a diferença traz dificuldades,
Mas é possível diz-nos uma voz arguta!

Se falares comigo, amiga!
Por suposta voz emprestada
Não poderás dizer-me nada
Porque nunca serás ouvida!
publicado por Abel às 15:32
link do post | comentar | favorito
|

O PRONOME REFLEXO SE

O

pronome reflexo se, por sina,
é distraído e toma o lugar
de cavaleiro errante sem notar
que com nós, nosso,nossa não combina!

confunde-se amiúde com as partículas
pronome indefinido e apassivante,
tola e orgulhosamente segue avante
e vai formando assim frases ridículas!

Come-se bem naquele restaurante
e nós mesmos pudemos confirmar
foi uma frase feita num instante
e correcta, não há que duvidar!

Vale a pena abrir-se uma loja nova
nesta rua moderna e agitada
e do nosso melhor dar uma prova
seria uma frase bem formada!

Vale a pena abrir-nos à mudança
e de nós mesmos dar sempre o melhor
é uma frase cheia de pujança
e correcta diria um professor!

Mas... vale a pena abrir-se à mudança
e de nós mesmos dar sempre o melhor
é uma frase errada e sem esperança
de se apresentar bem seja onde for!
publicado por Abel às 15:28
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 16 de Agosto de 2005

Ó TU PERFEIÇÃO



Ó tu, perfeição almejada,
ideal perseguido, sem fim,
de perfeito não vejo nada,
tão longe te encontras de mim!

Prossigo as minhas diligências
por amor de ti, ó meu bem!
Hão-de findar as divergências
se puseres amor também...
publicado por Abel às 21:36
link do post | comentar | favorito
|

AMADOR QUE SE LIMITA



Amador que se limita
a versos parcos e pobres
cria mais que quem agita
alheias poesias nobres.

Esse mal particular
de que nos fala Pascal
será o sim pra agradar
que cai bem, mas que faz mal?

Ilude-nos o orgulho
divide para reinar
na garganta traz engulho
que mal deixa respirar.

Provoca grande embaraço
qual soldado distraído
que, não acertando o passo,
marcha fora de sentido.

É lanterna que nos cega
pois alumia do avesso
mentira que não se nega
uma razão de tropeço...

publicado por Abel às 15:33
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 14 de Agosto de 2005

RELAPSOS

relapsos.jpg







De um lado --- criatividade...
Do outro --- imaginação...
Na sua totalidade
Há génio de encher a mão!

Talento na mediocridade
É-lhes fácil encontrar.
Tanta originalidade
É cego quem não topar.

Mais simples é ser poeta
Do que acertar nos pronomes,
Sejam 'scritos por caneta
Ou ditos aos microfones.

Sobre a inocente Rádio
De que gostam e repetem
Desferem golpes de gládio
Se alguma gralha cometem.

Não se descontraem bem
Nem relaxam bem os nervos,
São nervosos como cervos
Se algum leão os detém.

Era bom se fosse farsa
E não verdade absoluta,
Do português a desgraça
É plo que esta gente luta...

Palavras vão omitindo,
Trocando, dizendo mal,
Relapsos, vão destruindo
A língua de Portugal!

São juízes desleais
Que julgam lançando opróbrios.
Acham que lhes convém mais
Se enganarem a si próprios...



Diáfanos tecidos de organdi,
Água que cai de roupa repassada,
Os erros são também parte de ti,
De mim, de nós, pessoas e mais nada!
publicado por Abel às 22:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.pesquisar

 

.links

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. AS LEIS DA CRIAÇÃO

. EVIDÊNCIAS

. GOSTO MUITO DO QUE FAÇO

. CONTAS NA SUISSA

. PALAVRAS VÁRIAS

. O PRONOME REFLEXO SE

. Ó TU PERFEIÇÃO

. AMADOR QUE SE LIMITA

. RELAPSOS

.arquivos

. Outubro 2015

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds