Sexta-feira, 14 de Outubro de 2005

OS ENGANOS



O tabaco não me engana
Há já quase vinte anos
Fiquei livre dos enganos
Há cerca duma semana...

Separados ou unidos
Ambos corroem aos poucos
Mata o primeiro os tecidos
O segundo põe-nos loucos...

Os maços dizem que matam
A quem fuma seus cigarros
Avisos que não acatam
Os indivíduos bizarros...

Diz-se: quem com ferros mata
Com ferros morre também
Quem nos engana ou empata
Merece apenas desdém.

Gosto muito de animais
Em 'special de certos cães
Porém não somos iguais
São outras as nossa mães...

Do “messenger” as conversas
Dos animais a mania
Reduzem só a promessas
A convivência sadia!
publicado por Abel às 22:26
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.links

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. LÍNGUA PORTUGUÊSA

. PORTO CAMPEÃO

. CABEÇA LEVANTADA

. AOS QUE VÊM LÁ DO LESTE

. AS HORAS

. PRIMAVERAS

. POEMAS DE RIMA CERTA

. UM LAMPIÃO

. A CHUVA

. O ENCURVADO

.arquivos

. Outubro 2015

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds