Domingo, 14 de Agosto de 2005

RELAPSOS

relapsos.jpg







De um lado --- criatividade...
Do outro --- imaginação...
Na sua totalidade
Há génio de encher a mão!

Talento na mediocridade
É-lhes fácil encontrar.
Tanta originalidade
É cego quem não topar.

Mais simples é ser poeta
Do que acertar nos pronomes,
Sejam 'scritos por caneta
Ou ditos aos microfones.

Sobre a inocente Rádio
De que gostam e repetem
Desferem golpes de gládio
Se alguma gralha cometem.

Não se descontraem bem
Nem relaxam bem os nervos,
São nervosos como cervos
Se algum leão os detém.

Era bom se fosse farsa
E não verdade absoluta,
Do português a desgraça
É plo que esta gente luta...

Palavras vão omitindo,
Trocando, dizendo mal,
Relapsos, vão destruindo
A língua de Portugal!

São juízes desleais
Que julgam lançando opróbrios.
Acham que lhes convém mais
Se enganarem a si próprios...



Diáfanos tecidos de organdi,
Água que cai de roupa repassada,
Os erros são também parte de ti,
De mim, de nós, pessoas e mais nada!
publicado por Abel às 22:45
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 16 de Agosto de 2005 às 15:40
Queres conhecer um Blog com um espírito de festa onde a gargalhada pode contagiar?
Acabei de criar um, onde tento que rir seja o melhor remédio.
http://ritmos.blogs.sapo.pt/
E parabens pelas poesias, são harmoniosas e belas.Elsita
(http://ritmos.blogs.sapo.pt)
(mailto:elsita05@sapo.pt)

Comentar post

.pesquisar

 

.links

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. LÍNGUA PORTUGUÊSA

. PORTO CAMPEÃO

. CABEÇA LEVANTADA

. AOS QUE VÊM LÁ DO LESTE

. AS HORAS

. PRIMAVERAS

. POEMAS DE RIMA CERTA

. UM LAMPIÃO

. A CHUVA

. O ENCURVADO

.arquivos

. Outubro 2015

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds