Terça-feira, 27 de Dezembro de 2005

É MUITO PÁLIDA A LUZ

escolastica.jpg 

É muito pálida a luz
Que ilumina as criaturas
Que interpretam Deus, Jesus
E as sagradas escrituras.

Fazem-se interpretações
Há já séculos de sobra
Da santa divina obra
E doutras revelações.

Até parece comédia
Fazer-se inda hoje em dia
O que já na Idade Média
A escolástica fazia.

São muitos e persistentes
Mas nada trazem de novo
É sempre igual todo o povo
Haja mais ou menos crentes!

No céu crentes e ateus
Vêem estrelas cintilantes
A lua e nuvens errantes
Mas nenhum sinal de Deus !

publicado por Abel às 22:06
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.links

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. LÍNGUA PORTUGUÊSA

. PORTO CAMPEÃO

. CABEÇA LEVANTADA

. AOS QUE VÊM LÁ DO LESTE

. AS HORAS

. PRIMAVERAS

. POEMAS DE RIMA CERTA

. UM LAMPIÃO

. A CHUVA

. O ENCURVADO

.arquivos

. Outubro 2015

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds